Ex lésbica, rapper testemunha mudança de caráter em conversão ao Evangelho: “Precisava de Jesus”


A homossexualidade pode não ser uma orientação pura e simplesmente adotada, mas sim, fruto de sérios problemas emocionais que, não tratados, afloram na área da sexualidade. Essa é a visão da rapperJackie Hill-Perry, que era lésbica e depois de se converter ao cristianismo, abandonou a prática.
De acordo com Jackie, seu testemunho é uma prova de que a igreja, quando age corretamente, pode contribuir muito para que uma pessoa deixe a homossexualidade sem se sentir oprimida.
Quando se converteu, os líderes da igreja que passou a frequentar a ajudaram a enxergar falhas em seu caráter, como o cultivo de ódio e amargura, o apego à gula e à preguiça, o orgulho excessivo e a falta de generosidade.
“O que mais me ajudou é que a minha liderança não isolou a minha atração por pessoas do mesmo sexo daquilo que eu realmente era”, afirmou a rapper. Nesse diálogo, ela notou que “havia falhas muito mais profundas que apenas a sexualidade”.
De acordo com informações do site Gospel Coalition, Jackie revelou que a descoberta de seus problemas e a solução para eles a permitiu ver que a atração por outras mulheres era, na verdade, uma fachada que ocultava sua verdadeira personalidade: “Quando pude ver que tudo o que eu precisava era de Jesus, que tudo em mim precisava ser restaurado e tudo em mim precisava ser disciplinado, foi o que me ajudou. Porque no nível de humilhação onde eu estava, eu dizia: ‘Eu estou realmente confusa, porque esta não é uma parte de mim. Isso é tudo de mim’. Eu sou capaz de seguir a Jesus e sei que Ele pode me corrigir”, disse.
Em um artigo publicado em 2013, Jackie questiona a máxima propagada pela mídia de que a homossexualidade é imutável: “A palavra de Deus, em si, atesta que as pessoas podem mudar”, contextualizou. “Se a palavra de Deus é a palavra de Deus, então temos que lidar com isso e acreditar que é verdade. Acho que diminuiríamos o poder de Deus se acreditássemos que ele não pode mudar as pessoas. Se ele pode criar a lua, as estrelas e uma galáxia que mal compreendemos plenamente, como ele pode, simplesmente, não conseguir mudar os desejos das pessoas?”, questionou no texto.
“Se Deus escolhe não mudar meus desejos, ele prometeu me dar o Seu Espírito Santo para me ajudar a fugir deles”, observou. “Há pessoas que foram alcoólatras por 20 anos, passaram por uma reabilitação e hoje não bebem mais, mas às vezes podem ser tentadas. Se eles veem uma garrafa de uísque, eles podem até querer, mas eles têm uma escolha”, concluiu.
Atualmente, a rapper é casada com Preston Perry, também artista de cultura hip-hop, e juntos conceberam uma filha.
Share on Google Plus

Sobre David Primo

Esta é uma breve descrição no blog sobre o autor. Editá-lo, No html e procurar esse texto
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial