Jeb Bush, candidato à presidência dos EUA, fala sobre sua conversão: “Percebi que Jesus é meu Salvador”


O pré-candidato do Partido Republicano à presidência dos Estados Unidos Jeb Bush falou sobre sua fé e a transformação de sua vida através do Evangelho durante um fórum de debate presidencial na Regent University.
Jeb é ex-governador da Flórida, irmão do ex-presidente George W. Bush e filho de outro ex-presidente, George H. W. Bush, e se vencer as primárias do Partido Republicano, poderá ser o terceiro membro da família a ocupar a Casa Branca.
Considerado mais moderado que o irmão, Jeb Bush tem propostas que vêm sendo analisadas pelos comentaristas políticos como equilibradas, ao contrário do que o líder nas pesquisas, Donald Trump, tem proposto.
No fórum, Bush destacou que acredita que sua experiência de fé serão a base de suas ações como presidente, caso vença as eleições.
“Eu queria primeiro a falar um pouco sobre a minha jornada de fé. Porque agora eu acho que há um debate sobre se as pessoas de fé realmente podem agir sobre a sua fé na praça pública […] As questões da vida, as questões de compaixão. As coisas que motivam as pessoas a agir em seu coração para tentar ajudar as pessoas. Eu, por exemplo, acredito que as pessoas de fé devem agir em sua fé. E eles devem ser informados por sua fé”, afirmou, assumindo uma postura de defesa da liberdade de crença e de proteção a esse direito, contra a pressão secularista exercida por ativistas ateus.
Em meio ao sério discurso, Jeb Bush arrumou um espaço para descontração ao falar sobre sua esposa: “A jornada da minha vida começou, felizmente, quando eu acordei em Midland, Texas, e abri meus olhos e lá estava ela: Barbara Bush”, disse ele, ganhando risadas da multidão, ao se referir à esposa como “uma bênção de Deus!”.
Bush disse que sua fé se aprofundou em um momento estressante na sua vida há 30 anos: “Eu estava vivendo a tirania do urgente, muitas pessoas entendem isso, pessoas motivadas pelo sucesso. Eu era uma espécie de oprimido em um ponto, e eu disse, ‘Eu tenho que parar. Eu tenho que ficar quieto'”, disse. “E eu comecei a ler a Bíblia, e eu acho que era [a carta de Paulo aos] Romanos. Eu percebi Jesus foi o meu Salvador, e eu aceitei-o no final de 1980”, explicou.
Aceitar a Jesus, segundo o pré-candidato, mudou sua vida completamente: “Ele me deu um conforto que eu não posso descrever para vocês muito bem, mas posso garantir que Ele me deu um conforto e uma serenidade que fez a minha jornada de vida muito mais fácil e muito mais simples”, testemunhou.
Em 1995, já convertido, casado e com filhos, Jeb Bush tornou-se católico, para que seus filhos fossem criados na religião da mãe, Barbara. E que ao longo dos 20 anos que tem participado da comunidade católica, tem apreendido lições que o ajudarão a formar sua visão de governo.
Ao longo do discurso, posicionou-se contra as propostas progressistas e neoliberais adotadas pelo Partido Democrata, pois na sua visão, enfraquece as famílias e limita a possibilidade de prosperidade através do trabalho do povo americano.
Fonte:Tiago Chagas em 27 de outubro de 2015 
Share on Google Plus

Sobre David Primo

Esta é uma breve descrição no blog sobre o autor. Editá-lo, No html e procurar esse texto
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial