Qual é a sinagoga de Satanás? (Ap 3: 9-13)


9 Escutem! Quanto àquela gente que pertence a Satanás, aqueles mentirosos  que afirmam que são Judeus, mas não são, eu farei com que eles venham e caiam de joelhos diante de vocês. E todos eles saberão que eu amo vocês.
Usar uma frase “este é um dos mais incompreendidos versículos em toda a Bíblia” é usar um clichê, mas neste caso, a afirmação é realmente verdadeira. A interpretação tradicional é a seguinte:
Os Judeus na cidade de Filadélfia odiavam e se opunham aos Cristãos, mas de acordo com Deus os Cristãos agora eram o verdadeiro povo de Deus (Judeus espirituais), não eles (os Judeus carnais). Os Judeus por causa de sua descrença em Jesus não são Judeus espiritualmente, os Cristãos são. Chegará um dia, quando os Cristãos perseguidos triunfarão e de uma forma ou outra os Judeus incrédulos serão submetidos a eles, porque Deus deixará bastante claro para todos que Ele sempre esteve do lado dos Cristãos. Os Judeus simplesmente mentiram sobre sua identidade. A Igreja agora se tornou o que Israel uma vez foi.
É claro que meu resumo simplificado mas razoável da interpretação destes textos é um exemplo por excelência da teologia da substituição ou supersessionismo. E se esta não for a melhor interpretação deste texto? Existem algumas questões a considerar aqui.
Primeiro, não é correto que as Bíblias Cristãs (bem-intencionadas e fieis) ainda caiam na armadilha do velho Anti-Judaísmo Cristão, quando se trata de decisões de tradução tomadas quando o texto do Novo Testamento em Koiné Greco-Judaico é traduzido para as línguas modernas.Tome por exemplo a palavra Grega o συναγωγῆς traduzida aqui como sinagoga (de Satanás), enquanto em Tiago 2:2 quando é dado o mandamento para tratar os adoradores pobres em pé de igualdade  com os ricos em reuniões de seguidores de Jesus, é traduzido como  reunião (de vocês). A palavra sinagoga (συναγωγῆς) no primeiro século e depois significava na verdade uma instituição Greco-Romana formada em função das reuniões dos Judeus durante o exilio Babilônico para estudo, oração e amizade. Realmente significava algo como uma reunião ou uma assembleia. Em Tiago 2:2 está apropriadamente traduzida, mas em vez de se aplicar a mesma lógica, quando o contexto é totalmente negativo, como em Ap.3:9, (de Satanás) a esmagadora maioria dos tradutores Cristãos decidiu traduzi-la não como reunião, mas  Sinagoga de Satanás, usando a palavra que evoca na mente de todas as pessoas modernas (Judeus ou não) uma clara conexão com a religião hoje chamada Judaísmo, algo que não era sempre o caso para as instituições Greco-Romanas do primeiro século livremente usada e adotada pelos Judeus chamada a συναγωγῆς (sinagoga).
Segundo, e isso é absolutamente maravilhoso que Jesus realmente diz para os crentes de Filadélfia que as pessoas que estão dizendo e fazendo essas coisas não são Judeus. Pare e pense sobre isso por um segundo. Se não seguirmos a interpretação tradicional (os Judeus carnais não são os Judeus espirituais) que poderíamos fornecer a nós mesmos o que pode ser chamado o claro significado das palavras de Jesus, ou seja que as pessoas que se opunham a eles não eram Judeus em absoluto. Se eles não eram Judeus, quem eram eles? Dada uma prática generalizada de conversão as práticas ancestrais Judaicas(conversão  proselitista) ou aproximar-se delas como no caso dos tementes a Deus,  podemos estar lidando aqui com pessoas excessivamente zelosas que eram ou completamente novas nos modos de vida Judaicos ou que tinham familiaridade apenas superficial e, portanto, não representativas dos mesmos. Temos que pensar em outras possibilidades interpretativas se as palavras de Jesus (que estas pessoas não eram Judeus) podem ser tomadas literalmente e  seriamente
As sete igrejas da Ásia Menor eram constituídas de grande quantidade de tementes a Deus (Gentios) que aderiram a fé de Israel através de sua aceitação de Jesus como o Cristo (Messias) e daqueles Israelitas que seguiram Jesus como o Messias antes deles. É provável que a prescrição de não conversão proporcionada em Atos 15:29 era a responsável. O grupo de pessoas guiadas  pelos convertidos excessivamente zelosos aos antigos modos de vida Judaicos, que não eram até recentemente membros do povo Judeu estiveram por trás da perseguição aos crentes em Filadélfia. Eles se opuseram fortemente aos Gentios se juntarem ao povo Judeu sem a conversão proselitista formal algo que o Conselho de Jerusalém não requeria (Atos 15:29) e o Apóstolo Paulo claramente proibiu (1 Co. 7:17-24). Jesus prometeu aos Gentios que o seguiam de acordo com as decisões do Conselho de Jerusalém (vs. aqueles que escolheram o caminho proselitista da conversão ao Deus de Israel) que eles estavam fazendo bem, e que eles seriam final e publicamente aprovados por ele (Ap.3:9b).
10 Vocês têm obedecido à minha ordem para aguentar o sofrimento com paciência, e por isso eu os protegerei no tempo da aflição que virá sobre o mundo inteiro para por à prova os povos da terra.
Os Judeus no Império Romano eram numerosos e minoria privilegiada, mas já que os seguidores do Cristo Judeu das Nações foram instruídos contra a conversão proselitista ao Judaísmo, eles se tornaram em desacordo tanto com a cultura Romana dominante e a maioria dos Judeus que não entendia por que eles se encontravam entre o povo do Deus de Israel sem unir-se a pessoas (o significado primário de conversão no final da antiguidade). Jesus, promete a estes preciosos crentes, que desde que eles tenham guardado seus mandamentos apesar das enormes dificuldades, ele por sua vez iria preservá-los através dos tempos de grande dificuldade que logo viriam. É provável que a ampla perseguição de todo o Império aos seguidores Gentios do Cristo Judeu estivesse em vista. Esta perseguição particular ocorreu durante o Imperador Nero (64-68 D.C)
11 Eu venho logo. Guardem o que vocês têm, para que ninguém roube de vocês o prêmio da vitória. 12  A pessoa que conseguir a vitória, eu farei com que ela seja uma coluna no templo do Meu Deus, e essa pessoa nunca mais sairá dali. E escreverei nela o nome do Meu Deus e o nome da cidade do Meu Deus, a nova Jerusalém, que virá do céu, da parte do Meu Deus. E também escreverei nela o Meu novo nome.  13 Portanto, se vocês tem ouvidos para ouvir, então ouçam o que o Espírito de Deus diz às igrejas.
Gentios seguidores do Cristo Judeu não eram. Os antigos pagãos Romanos que se juntaram a esta coligação Judaica em Jesus sem a real conversão ao modo de vida da tradição Judaica Ancestral eram vulneráveis aos ataques de seus inimigos de ambos os lados – os Romanos pagãos que os desprezavam e os antigos pagãos Romanos que vieram para o Judaísmo através de conversão proselitista (aqueles que dizem que “eles são Judeus, mas não são” em Ap.3:9).
Mesmo com a promessa de preservação (Ap.3:10) durante a vindoura perseguição a sobrevivência/vitória não será fácil. Uma vez alcançada, no entanto, as recompensas do Reino Israelita para os membros Gentios desta coalizão com Jesus Judeu será grande. Os membros das Nações do mundo, que se juntaram ao Jesus Judeu, não como Judeus, mas como membros das nações serão todos trazidos e tratados como cidadãos de primeira classe do Reino do Deus de Israel.
Share on Google Plus

Sobre David Primo

Esta é uma breve descrição no blog sobre o autor. Editá-lo, No html e procurar esse texto
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial